Ex-prefeito de São Bento autorizou a construção de poço com recursos públicos em propriedade do pai

Ao constatar fato e verificar que a propriedade não necessitava da instalação do equipamento, atual gestão desautorizou construção.

Durante uma avaliação de documentos da gestão passada para a instalação de poços na zona rural de São Bento, a Prefeitura Municipal, sob a gestão do prefeito Jarques Lúcio (DEM), deparou-se com um fato estarrecedor: a utilização de recursos públicos em benefício próprio.

A edição do Diário do Oficial do Município do dia 22 de julho de 2013 comprova que o ex-prefeito da cidade, Gemilton Sousa, autorizou a construção de um poço em uma propriedade de Milton Sousa da Silva, pai do ex-gestor.

Os recursos para a perfuração de poços na região eram fruto de um convênio firmado entre a Prefeitura e a Fundação Nacional de Saúde (Funasa), mas nenhum dos 16 equipamentos autorizados pelo Executivo foram construídos.

Ao constatar fato e verificar que a propriedade do pai do ex-prefeito não necessitava da instalação do equipamento, a Prefeitura de São Bento desautorizou construção do poço, que foi relocado para outra área.

“Os recursos foram conseguidos por eles mesmos, pela própria família que estava no poder, apenas foram lentos em executar. Essa é a política que faz mal ao cidadão, que precisa ser banida para o país ter jeito. Temos natureza favorável, povo trabalhador, só tem que acabar com essa corrupção e com essa vergonha na política brasileira”, comentou o prefeito Jarques Lúcio.

Veja os documentos:

 

Blog do Gordinho