Delegacia de Oriximiná registra aumento no número de casos de violência contra a mulher

Por Redação em 05/04/2020 às 11:04:19


Segundo a Polícia Civil, em dez dias, dez ocorrências foram registradas. Delegacia Oriximiná

Divulgação/Agência Pará

O período de quarentena, a qual toda população está sendo orientada a obedecer, tem contribuído para o aumento no número de casos de violência contra a mulher em Oriximiná, no oeste do Pará. De acordo com a Polícia Civil, em dez dias, chegou a dez o número de ocorrência desse tipo.

O escrivão Alessander Rodrigues, esclarece que o atendimento na delegacia diminuiu, para pequenos delitos, mas ressalta que casos de tráfico de drogas, furto, embriaguez ao volante e Maria da Penha as ocorrências aumentaram.

"Com relação ao tráfico de drogas, nos últimos dez dias tivemos quatro flagrantes, além de outros procedimentos instaurados nos quais o suspeito conseguiu fugir; tivemos duas ocorrências de embriaguez ao volante, percebemos que a pessoa está bebendo em casa e pega o veículo. O campeão das ocorrências é a violência doméstica, infelizmente", ressalta o escrivão.

Tem chegado à delegacia casos de ameaça, injúria, lesão corporal e em praticamente todos os casos o agressor está embriagado dentro de casa. Segundo a Polícia, o aumento nos casos é significativo e atinge mães, tias, sobrinhas e demais graus de parentesco.

"Durante os depoimentos percebemos que antes o autor ia pra o bar e arrumava confusão por lá, mas com as restrições desse período de pandemia percebemos que o homem compra a bebida, leva pra casa e a embriaguez é "descontada" nos familiares", explica Alessander.

Neste domingo (5), mais um caso foi lavrado em flagrante, quando o homem ingeriu bebidas alcoólicas em casa, quebrou objetos, brigou com a irmã, a ameaçou e foi detido por violência doméstica. O caso é afiançável, pois é considerado pouco grave, se ele fizer o pagamento é posto em liberdade, do contrário responde ao procedimento preso.

* Colaborou Márcio Garcia, de Oriximiná.

Fonte: G1

Comentários